Susto na porta da UAI – inabilitado perde controle, carro roda e bate em ambulância

Share This:

Um vídeo flagrante registrado na tarde de quarta-feira, 19, por um telespectador da TV Vitoriosa e do V9 Vitoriosa mostra o estrago causado por um acidente na porta da Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do Bairro Martins, na região central de Uberlândia. Rafael Teixeira tentava manobrar o veículo, que rodou várias vezes sobre o passeio e bateu em uma ambulância.

A motorista do carro era a tia de Rafael, gestante de 8 meses. Ela pegou o carro da mãe e foi com o filho e o sobrinho para atendimento médico pois não se sentia bem. Ela parou o carro sobre o passeio em frente à UAI, no local onde as ambulâncias fazem o embarque e desembarque de pacientes em situação de emergência ou com dificuldade de locomoção. Ao descer, pediu ao sobrinho para retirar o carro de lá.

Imagem: Internauta do V9
Segundo informações da Polícia Militar (PM) Rafael tem 18 anos, mas não é habilitado e não sabe dirigir. Ele teria engatado a ré e, não conseguindo controlar a direção, o veículo rodou várias vezes até atingir uma ambulância que estava na porta da UAI. Com a força do impacto a ambulância bateu na porta de entrada da unidade. Por sorte não havia nenhum paciente do lado de fora e ninguém foi atingido pelos veículos.

“Acho que por eu soltar demais a embreagem perdeu o controle. Eu tenti retorcer para não bater em ninguém e bati na ambulância.” Rafael confirmou que já dirigiu algumas vezes, mas não tem CNH.

O barulho foi tão intenso que quem estava na unidade chegou a pensar que fosse um assalto e muitas pessoas saíram correndo.

De ré, o carro rodou por vários metros descontrolado. O acidente só não virou uma tragédia porque a ambulância que estava em frente evitou que o carro atingisse alguém.

O carro ficou destruído. A ambulância também ficou danificada e quase entrou na UAI.

Segundo o sargento Fernandes, o documento do veículo está em dia, mas a gestante e o sobrinho não portavam os documentos obrigatórios e a mulher também é inabilitada. “Temos que saber se a mãe da gestante liberou o veículo para a filha ou se ela pegou sem consentimento. Entregar veículo a pessoa inabilitada é infração de trânsito, é crime”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido!!